Minha foto
Rio Grande do Norte/Brasil, Brazil

domingo, 23 de agosto de 2015

VOCÊ SABE O QUE É ' ART JOURNAL' ?

Boa tarde, pessoal!

Hoje trouxe um assunto super interessante que andei pesquisando por sugestão de uma amiga do FB , a designer Wilze Spezialli.
Gostei bastante de ter conhecido esta arte e resolvi compartilhar com vocês.



Inspirem-se...













Embora pouco conhecida por aqui, a técnica Journal Art ou Journaling (nome original da técnica nos EUA e Europa) nada mais é do que a arte de criar diários decorados artisticamente, com a parte visual complementada por imagens ou imagens e textos que podem ser desde uma palavra ou pensamento como um poema ou letra de música, ou ainda anotações pessoais de um diário. Também podemos dizer que essa técnica e uma variante do Scrapbooking, com ênfase nos textos e idéias.
A arte de decoração de diários ou cadernos é bastante abrangente e consiste em decorar paginas com técnicas diversas que incluem pintura, colagem, costura e bordado, aplicação de objetos e adesivos, impressão de textos e fotos, arte digital e o que mais nossa imaginação permitir. Não há limites, nem mesmo o espaço físico da pagina é um limitador: você pode acrescentar elementos que ultrapassem esses limites, por exemplo, ou ainda fazer de um caderno um único trabalho, com todas as páginas trabalhadas com o mesmo projeto. Também e possível criar um objeto para guardar ou expor os cadernos, e nesse caso, quando transformamos um objeto com essas mesmas técnicas, podemos chamar essa técnica de Altered Art (arte transformada ou arte de transformar).
Roteiro simplificado de como montar um caderno artístico:
– Antes de mais nada determine se você irá transformar um caderno comprado pronto, agenda ou até mesmo um livro em seu caderno artístico ou se você ira confeccioná-lo completamente, da capa e contra-capa até o miolo.
– Depois defina se o seu caderno terá um tema especifico ou não. Como já disse, não há limites para a criação, mas sabendo o que você pretende fazer você poderá optar por uma linha especifica de trabalho, o que irá ajudá-la (o) muito a começar seu projeto.
– Se você optou por fazer um caderno temático, pode começar pela decoração e confecção da capa. Eu gosto de trabalhar assim, desse modo meu projeto vai tomando forma como um texto que a gente começa a escrever a partir de um titulo.
– Caso você escolha trabalhar com cadernos ou livros prontos, observe se o papel é adequado às técnicas que utilizam tintas mais úmidas ou aplicação de elementos que poderão deformá-las. Se for esse o caso, cole de 3 a 5 páginas unindo-as para formar uma mais reforçada e trabalhe sobre essa base. Ou você poderá, ainda, trabalhar em um papel avulso mais adequado e depois fixá-lo sobre as páginas do caderno pronto. O fundamental e começar por esse preparo prévio.
– Trabalhe, em seguida, na construção das páginas. Novamente digo que não há regras, comece por onde achar melhor, a parte interna da capa e da contracapa, o primeiro par de páginas (no caso de peças prontas como cadernos, agendas, diários ou livros), ou ainda por uma página avulsa, caso seu projeto tenha esse formato. Nesse ultimo caso você deve também escolher o número de páginas do caderno, já que dependendo do formato pode haver alguma limitação (por exemplo, se é um modelo fichário, há um número limite de páginas que deverão compô-lo).
– Um caderno artístico não precisa “ficar pronto” em um determinado momento, ele poderá ser confeccionado aos poucos, ao longo de meses ou até mesmo anos, e poderá, ainda, ser alterado sempre que se achar necessário, por isso não se prenda a fazer um projeto muito rígido, com começo meio e fim. Deixe-se levar pelo movimento criativo dessa técnica. Por isso recomendo que você faça mais de um caderno ao mesmo tempo. Certamente haverá momentos em que você irá se envolver particularmente com um deles enquanto outros ficam se desenvolvendo, amadurecendo lentamente.
– Finalize seu trabalho acrescentando o texto. Na verdade, o texto poderá ser agregado ao trabalho em qualquer momento, mas na maioria das vezes ele finaliza a parte decorativa das páginas e deve ficar em destaque. Lembrem-se mais uma vez, não há regras. Esse é apenas um roteiro básico para ajudar você na iniciação dessa arte.
APRESENTAÇÃO DOS MATERIAIS MAIS USADOS NESSA ARTE
BASES (cadernos prontos, álbuns, fichários, agendas, livros, blocos etc.)
Você pode usar qualquer tipo de caderno, livro ou agenda, blocos, fichários, livros, enfim, a base do seu caderno artístico pode ser feita com qualquer uma dessas opções encontradas já prontas. Os cadernos tipo brochuras podem ser desmontados e montados novamente, com acréscimo de elementos e detalhes como costura e bordado, os cadernos com espiral também podem ser desmontados, basta girar a espiral em um só sentido até que ela passe por todos os furos (depois basta fazer o mesmo procedimento girando-a para dentro), livros podem ser totalmente transformados com colagens e pinturas, asism como fichários, pastas e agendas.
PAPÉIS
Um caderno artístico também pode ser feito a partir de paginas avulsas, posteriormente montadas. Embora seja possível fazer um caderno artístico com qualquer material, na maioria das vezes a base é um papel, e você poderá usar desde um papelão de embalagem que pode ser transformado com pintura e colagens até papéis especiais para aquarela, papéis telados para trabalhos com tintas acrilicas ou óleos, papéis para desenho. O ideal é que o papel que servirá de base seja mais grosso, com uma gramatura mínima de 120 ou até mesmo 180 mg. Escolha o papel base de acordo com a tinta ou material que você ira utilizar: papeis mais grossos e absorventes para trabalhos com aquarela; papéis com menos textura e mais encorpados para trabalhos com guache; papéis mais lisos e firmes para trabalhos com lápis e canetas. Além dos papéis base, utilizamos também papeis coloridos, lisos ou estampados, de diferentes gramaturas e texturas para fazer as colagens decorativas da técnica. Tenha uma boa variedade deles…
TINTAS
As tintas mais utilizadas nessa técnica são as tintas indicadas para papel, como: aquarela, guache, ecoline e tintas acrílicas em geral. São tintas solúveis em água e de secagem rápida, e, sobretudo tintas que recebem bem vários tipos colas que serão utilizadas para fixar os elementos que irão decorar a página. É muito importante observar que tintas como aquarela, guache e ecoline são solúveis em água mesmo depois de secas, portanto é fundamental utilizar um verniz em spray (fosco, brilhante ou semi-brilho) para dar proteção ao trabalho e evitar que a tinta borre ao contato com colas e outros materiais. A base acrílica e o gesso acrílico também são produtos importantes no preparo das páginas, uma vez que eles protegem e preparam a superfície para receber os demais tipos de tintas, além de dar mais firmeza às páginas e ainda proporcionarem efeitos de textura, quando desejado. Em papeis plastificados, como capas de cadernos e fichários e fundamental o uso da base antes da pintura com aquarelas, guache ou tintas acrilicas, caso contrário as tintas não irão fixar-se sobre a superfície.
PINCÉIS
Assim como as tintas, os pincéis mais indicados são aqueles próprios para as tintas utilizadas: pinceis de pêlos naturais e macios para as aquarelas e ecolines; pincéis de pelos mais firmes para guache e pinceis de filamentos sintéticos para tintas acrílicas. Quanto aos formatos, pinceis chatos, chanfrados, redondos, linner (para filetes e traços) e em formatos diferenciados como leque e pata de vaca são fundamentais. Tenha vários, em vários tamanhos.
ACESSÓRIOS DE PINTURA
Nas técnicas de pintura você ira utilizar vários acessórios, como rolinhos de espuma (lisos ou texturizados), espátulas e pentes para pintura, carimbos de espuma, estencêis e plásticos com diferentes espessuras e texturas. Todos esses acessórios servirão para efeitos especiais de pintura das páginas.
ACESSÓRIOS GERAIS
Réguas em formatos e tamanhos diferentes; gabaritos de letras; lápis; lixa fina e lixa de unha (para lixar papéis mais grossos e tirar as “rebarbas” dos cantinhos dos papeis); bandejas ou godês para colocar as tintas também são materiais auxiliares necessários para a técnica.
CORTADORES
Tenha a mão tesouras de tamanhos e com pontas variadas, comuns e de cortes diferenciados, como zigue-zague, ondas e arabescos; furadores de papel com desenhos ou apenas para furos redondos; estiletes e uma guilhotina de papel para facilitar seu trabalho. Utilize um base para corte para cortar os papéis.
MATERIAIS VARIADOS PARA DECORAR AS PÁGINAS: LÁPIS DE COR, PASTÉIS, CRAYONS, CANETINHAS COLORIDAS
Você pode decorar uma pagina sem utilizar tintas, apenas utilizando os materiais para decorar como lápis de cor simples e aquareláveis; crayon e giz de cera; pastéis secos e oleosos; canetas hidrográficas e tipo gel, com pontas em tamanhos variados. Tenha uma boa variedade desses materiais, mais práticos e de utilização bastante eficiente nessa técnica.
COLAS
Vamos utilizar as colas que são indicadas para trabalhos em papel: cola branca, cola em bastão ou cola gel para decoupagem. Alem disso você pode utilizar também fita dupla-face fina ou grossa (tipo fita banana) para criar efeitos tridimensionais em suas páginas. Outras colas especificas poderão ser utilizadas em casos especiais, como na colagem de plásticos e metais. As colas em bastão são mais indicadas para colar papéis mais finos e evitar que as páginas fiquem enrrugadas; a cola branca e indicada para colar objetos mais encorpados e papéis mais grossos, tecidos e plásticos leves; e a cola gel para decoupagem (eu utilizo da marca Corfix) são excelentes para fixar papel sobre papel sem deixar marcas ou estragar os materiais.
PAPÉIS E APLIQUES PARA COLAGENS
Você irá precisar de recortes de revistas e jornais com textos e palavras, figuras e desenhos; textos impressos; fotos originais ou fotocopiadas; serigrafias e gravuras; fotocópias de impressos; cartões; papéis de embalagens etc. Esse material servirá para complementar a decoração de suas páginas.
CARIMBOS
Os carimbos são muito utilizados nessa técnica, seja como um elemento decorativo para complementar uma pintura, por exemplo, ou como protagonista da página. Os carimbos podem ser em formatos, tamanhos e desenhos variados, e você poderá utilizá-los com tintas de carimbeiras comuns ou com tintas mais encorpadas, como a acrílica decorativa ou guache. Se o efeito desejado é de maior transparência e fluidez, prefira as tintas de carimbeiras. Se quiser um efeito de maior cobertura, utilize as tintas decorativas. De todo modo, utilize apenas tintas solúveis em água e limpe muito bem seus carimbos após o uso.

Mais uma criação em journal art


Uma ótima semana para todos nós!
Até a próxima!



11 comentários:

  1. BOA TARDE, COLEGA ISABEL!
    QUE POSTAGEM MAIS INTERESSANTE. ADOREI O CONTEÚDO.
    ABRAÇÃO! :)

    ResponderExcluir
  2. BOA TARDE, COLEGA ISABEL!
    QUE POSTAGEM MAIS INTERESSANTE. ADOREI O CONTEÚDO.
    ABRAÇÃO! :)

    ResponderExcluir
  3. Sei, e amoo!... Já faz algum tempo que venho trabalhando no meu, gostei das inspirações que vc postou... bj

    ResponderExcluir
  4. Amo demais essa arte. Eu fiz um álbum com as fotos do casamento de minha filha, num caderno e acho que ficou meio parecido! Colecionei muitas ideias do Pinterest e depois fui aplicando. Gostei muito e ela adorou. Valeu sua pesquisa. beijos!

    ResponderExcluir
  5. OLà Isabel
    muito interessante, embora eu já tenha feito essa arte,
    não sabia como se chamava.
    bom inicio de semana

    baci

    ResponderExcluir
  6. Oi isabel,
    Não conhecia este tipo de caderno e adorei a ideia. Fica bem bagunçadinho, do jeito que eu gosto.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi Bel,linda essa arte né amiga,ando querendo me aventurar por ela também hehe.Amei a primeira imagem que você postou pode me dizer de onde tirou essa imegem?Boa semana.Beijo.Valéria.

    ResponderExcluir
  8. Já tinha visto alguma coisa no pinterest, é muito linda e dá pra fazer coisas lindas!
    E você nos deu uma super aula, não é amiga? Adorei!
    bus e um feliz semana!

    ResponderExcluir
  9. OI Bel...vc gostou mesmo da técnica heim?rsrsr...ficou otimo o seu post.....Estou doida para fazer um pra mim...vc já fez o seu??? Grata...Bjs

    ResponderExcluir
  10. Amei seu cantinho já estou seguindo, estou começando agora como blogueira gostaria que visitasse minha pagina e me seguisse, obrigada bjsss
    http://josianecavalli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Fazia muito durante a adolescência e nem imaginava que era considerado um trabalho artístico. Pena que os meus estragaram e acabei por descartá-los. Pretendo retomar ao hábito, porém darei mais ênfase aos textos e registros de sentimentos e emoções. Com os dias difíceis as quais estamos vivendo atualmente, faz-se necessário termos um cantinho para que possamos expressar-nos livremente com espontaneamente sem censura ou opressões. Gostei muito das imagens e provavelmente o meu inspirará-se nelas. Um forte abraço.

    ResponderExcluir